Guerra Rússia-Ucrânia

Putin assina decreto que oficializa anexação de quatro regiões da Ucrânia

Rússia anuncia anexação de quatro províncias ucranianas.
Rússia anuncia anexação de quatro províncias ucranianas.
SPUTNIK
Comunidade internacional não reconhece validade da decisão.

O Presidente russo, Vladimir Putin, assinou esta quarta-feira o decreto de lei que oficializa a anexação de quatro regiões ucranianas à Rússia.

A anexação de Donetsk, Lugansk e das regiões de Kherson e Zaporíjia é agora oficial, depois de o Parlamento russo ter ratificado os tratados de anexação, na terça-feira.

As leis foram votadas uma a uma e receberam o apoio de todos os deputados russos.

No entanto, grande parte da comunidade internacional condenou estas anexações e não reconhece a validade da decisão.

Na terça-feira, corpo diplomático europeu convocou o encarregado de negócios da missão da Rússia junto da União Europeia para lhe transmitir a "firme rejeição" da anexação ilegal de regiões da Ucrânia na sequência de referendos fraudulentos, que jamais reconhecerá.

"A UE não reconhece e nunca reconhecerá esta anexação ilegal por parte da Rússia. Estas decisões da Rússia são nulas e não podem produzir qualquer efeito legal", advertiu o Serviço Europeu de Ação Externa.

https://sicnoticias.pt/especiais/guerra-russia-ucrania/2022-10-04-UE-chama-diplomata-russo-para-condenar-anexacoes-de-regioes-da-Ucrania-que-nunca-reconhecera-1a766c65

Apesar da anexação, Zelensky destaca avanços "rápidos e poderosos" no sul

O Presidente da Ucrânia, Volodymyr Zelensky, destacou na terça-feira que as forças ucranianas estão a alcançar avanços "rápidos e poderosos" no sul do país, acrescentando que "dezenas" de localidades foram reconquistadas esta semana nas quatro regiões anexadas por Moscovo.


Loading...

"Dezenas de localidades foram libertadas só esta semana" nas quatro regiões anexadas pela Rússia no final da semana passada, ou seja, no sul e no leste da Ucrânia, disse Zelensky. .

Volodymyr Zelensky realçou que dezenas de localidades foram libertadas do "pseudo-referendo russo", apontando para as regiões de Kherson, Lugansk e Donetsk, anexadas por Moscovo, e ainda Kharkiv.

O governante destacou, em particular, oito localidades reconquistadas pelos ucranianos na região de Kherson, no sul, onde o Exército russo recuou, de acordo com mapas apresentados pelo Ministério da Defesa russo, garantindo que a lista "está longe de ser a completa".

Últimas Notícias