Guerra Rússia-Ucrânia

Número de mortos em ataques com mísseis a Zaporíjia aumenta para 11

Número de mortos em ataques com mísseis a Zaporíjia aumenta para 11
DIMITAR DILKOFF

As equipas de resgate retiraram mais oito corpos dos escombros de edifícios na cidade da Ucrânia

O número de mortos nos ataques com mísseis lançados na quinta-feira pelas forças russas em Zaporíjia subiu para 11, segundo o balanço atualizado esta sexta-feira pelo Serviço Estatal de Emergências da Ucrânia.

De acordo com este serviço, as equipas de resgate retiraram esta sexta-feira mais oito corpos dos escombros de edifícios, para além dos três que foram recuperados na quinta-feira.

Os serviços de resgate continuam a trabalhar, tendo informado que retiraram inclusivamente pessoas com vida dos escombros.

O ataque com mísseis na cidade de Zaporíjia ocorreu na quinta-feira e atingiu dois prédios numa área residencial.

Loading...

Kirilo Tymoshenko, chefe-adjunto do gabinete do Presidente ucraniano, Volodymyr Zelensky, referiu que a Rússia bombardeou o centro de Zaporíjia com mísseis S-300.

O bombardeamento foi presumivelmente realizado a partir de um sistema de mísseis terra-ar S-300. Os mísseis caíram no centro da cidade.

As autoridades ucranianas relataram dois ataques com mísseis nesta cidade na quinta-feira. No primeiro ataque, o exército russo disparou sete foguetes contra prédios residenciais e dois edifícios de vários andares foram destruídos.

Esta sexta-feira, as forças militares russas atacaram novamente Zaporíjia, mas pela primeira vez usaram 'drones' iranianos, declarou o chefe da Administração Militar Regional desta cidade no sul da Ucrânia, Oleksandr Starukh.

Numa informação citada pela agência de notícias ucraniana Ukrinform, Starukh afirmou no Telegram que as forças de ocupação "usaram aeronaves não tripuladas pela primeira vez" contra a cidade e que foram usados aparelhos do tipo Shahed-136, já usados em outras partes da Ucrânia.

Últimas Notícias
Mais Vistos