Guerra Rússia-Ucrânia

Retomado o tráfego ferroviário na ponte da Crimeia

Retomado o tráfego ferroviário na ponte da Crimeia
Anadolu Agency

A ponte, que foi alvo de uma explosão provocada por um camião-bomba, é um símbolo da anexação da Crimeia.

O tráfego ferroviário foi retomado na ponte que liga a península da Crimeia à Rússia e que ficou danificada por uma forte explosão hoje de madrugada, anunciou o operador russo, logo após o reinício do trânsito rodoviário.

Segundo a empresa Grand Service Express, que opera conexões entre a Crimeia e a Rússia, dois comboios deixaram a península no início da noite para Moscovo e São Petersburgo.

“Os comboios vão atravessar a ponte da Crimeia”, assegurou a empresa na rede social Telegram.

A ponte, que foi alvo de uma explosão provocada por um camião-bomba, é um símbolo da anexação da Crimeia e é considerada uma infraestrutura cara para o Presidente russo Vladimir Putin.

De acordo com as agências de notícias RIA Novosti e Tass a explosão resultou de um incêndio num depósito de combustível.

Antes, o líder da Crimeia, Sergei Aksionov, tinha anunciado a retomada do tráfego de ligeiros e pesados na ponte.

Também no Telegram, Sergei Aksionov anunciou a reabertura do tráfego para carros, horas depois da ponte ter ficado danificada.

“O tráfego de veículos na ponte da Crimeia reabriu. O tráfego está agora aberto para carros e autocarros, com procedimentos completos de inspeção”, disse o líder da Crimeia.

A península da Crimeia foi anexada pela Rússia em 2014.

A circulação rodoviária na ponte esteve cortada, apesar de se tratar de um ponto de acesso chave que Rússia construiu depois de ter ocupado e anexado a Crimeia da Ucrânia, em violação do Direito Internacional.

O incêndio aconteceu horas após explosões terem atingido hoje de manhã a cidade ucraniana de Kharkiv.

Segundo a União das Seguradoras da Rússia, os danos causados à ponte devem ficar entre os 3,3 milhões e os 8,2 milhões de euros.

Últimas Notícias
Mais Vistos