Guerra Rússia-Ucrânia

Zelensky pede à população para limitar uso de eletrodomésticos

Loading...

Apelo acontece na altura em que se multiplicam os ataques a Centrais Elétricas na Ucrânia.

Volodymyr Zelensky pediu à população para limitar o uso de eletrodomésticos que consumam muita eletricidade. Um apelo que acontece na altura em que se multiplicam os ataques a Centrais Elétricas na Ucrânia que deixara mais de um milhão de ucranianos sem luz

O Presidente da Ucrânia garantiu que os ataques russos à rede elétrica do país não impedirão o avanço das tropas para recuperar os territórios ocupados.

Os russos "mentem quando dizem que esse terror contra a nossa infraestrutura e o nosso povo pode de alguma forma retardar as ações do nosso exército, ou criar algumas dificuldades à nossa defesa", afirmou Zelensky, citado pela agência Efe, no habitual discurso noturno.

Mais de um milhão de habitações ficaram sem eletricidade na Ucrânia, na sequência de ataques russos às infraestruturas elétricas do país, revelou Kyrylo Timochenko, um conselheiro do Presidente ucraniano,.

"Ao dia de hoje, 672.000 clientes foram desligados na região de Khmelnytstyi, 188.400 na região de Mykolaiv, 102.000 na região de Volyn, 242.00 na região de Cherkasy, 174.790 na região de Rivne, 61.913 na região de Kirovograd e 10.500 na região de Odessa", precisou Timochenko nas redes sociais, citado pela agência France-Presse.

"Nem este ataque dos terroristas, nem nenhum outro ataque semelhante irá parar os nossos defensores, que estão a receber tudo o que precisam para defender o país e estão a avançar todos os dias", enfatizou o Presidente ucraniano.

Zelensky disse que ainda que "parcialmente às escuras" a vida na Ucrânia "continua civilizada", ao contrário do que acontece na Rússia, onde têm "a mesma selvajaria" com eletricidade "como nos tempos antigos".

O operador da rede de distribuição elétrica da Ucrânia, Ukrenergo, alertou que os danos nas infraestruturas energéticas provocados pelos ataques russos podem ser mais graves que os causados pelos bombardeamentos ocorridos entre 10 e 12 de outubro.

Entre 10 e 18 de outubro, 408 instalações da infraestrutura ucraniana foram alvo de ataque e destruição por parte das forças russas e um terço das centrais elétricas da Ucrânia foram danificadas.

Devido à escassez de energia elétrica em consequência dos ataques russos, a Ucrânia viu-se obrigada a fazer cortes de luz.

Últimas Notícias
Mais Vistos