Guerra Rússia-Ucrânia

Líderes europeus presentes na cimeira do G20 vão discutir queda de míssil na Polónia

Przewodow, local onde caiu um míssil, na Polónia
Przewodow, local onde caiu um míssil, na Polónia
Michal Dyjuk

Pelo menos duas pessoas morreram.

Os líderes da União Europeia (UE) presentes na cimeira do G20 na Indonésia realizam hoje uma reunião de "coordenação" para discutir a queda de um míssil na Polónia na terça-feira, anunciou o presidente da Conselho Europeu, Charles Michel.

Michel tomou esta decisão depois de falar ao telefone com o primeiro-ministro polaco, Mateusz Morawiecki, e assegurar-lhe "a plena unidade e solidariedade da UE em apoio à Polónia".

"Vou propor uma reunião de coordenação hoje com os líderes da UE presentes no G20 aqui em Bali", disse o político belga numa mensagem na rede social Twitter.

Além de Michel, estão também presentes a presidente da Comissão Europeia, Ursula von der Leyen, o presidente francês, Emmanuel Macron, o chanceler da Alemanha, Olaf Scholz, a primeira-ministra da Itália, Giorgia Meloni, e o Presidente do Governo da Espanha, Pedro Sánchez.

Polónia anuncia reforço do controlo do espaço aéreo

O primeiro-ministro polaco Mateusz Morawiecki, cujo país faz parte da UE e da NATO, anunciou hoje um reforço do controlo do espaço aéreo do país "de forma melhorada em conjunto com os aliados" e um aumento da prontidão de combate das forças armadas.

Numa conferência de imprensa realizada em Varsóvia após um conselho extraordinário de ministros, Morawiecki assegurou que "especialistas" estão a trabalhar no terreno para obter dados sobre a explosão de um míssil na cidade polaca de Przewodów (leste), situada a poucos quilómetros da fronteira com a Ucrânia, que causou dois mortos.

Autoridades junto ao local onde caiu um míssil na Polónia
KACPER PEMPEL

O secretário-geral da Nato, Jens Stoltenberg, vai presidir hoje a uma reunião de "emergência" sobre o "trágico incidente" da explosão de um míssil na Polónia perto da fronteira com a Ucrânia que, segundo Varsóvia, é "fabricado na Rússia".

A reunião será realizada ao nível dos embaixadores dos países da Nato "de manhã em Bruxelas para discutir este trágico incidente" e depois Stoltenberg dará uma conferência de imprensa, disse à agência de notícias espanhola EFE a porta-voz da Aliança, Oana Lungescu.

Últimas Notícias
Mais Vistos