Guerra Rússia-Ucrânia

Centenas fogem dos bombardeamentos russos em Kherson

Loading...

Pelo menos 32 mortos em Kherson desde retirada russa em 9 de novembro.

Estão cada vez mais violentos os ataques russos em Kherson. A intensificação dos bombardeamentos está agora a motivar a fuga de milhares de pessoas.

Resistiram durante meses de ocupação russa mas fogem agora em plena reconquista ucraniana. Em carros, camiões e atrelados, seguem famílias inteiras. Levam apenas o mais importante.

Só na última semana morreram aqui mais de 30 civis. Os ataques vêm da margem oriental do rio Dnirpo onde as tropas russas tentam travar o avanço ucraniano.

Mais a norte, Dnipro voltou ontem a acordar em sobressalto. Pelo menos 6 pessoas ficaram feridas depois de vários mísseis de precisão terem abalado esta zona residencial.

Na mesma altura Kiev anunciava novo acordo com os países aliados: canalizar toneladas de cereais da Ucrânia para os países mais pobres do mundo.

A iniciativa foi revelada no dia em que foram homenageadas as vítimas da grande fome que há quase um século matou pelo menos 4 milhões de ucranianos. Kiev classifica como "genocídio" a tragédia que ficou conhecida como Holodomor. Acredita que a morte pela fome foi provocada pelo regime soviético com o objetivo de aniquilar qualquer tentativa de levantamento popular na Ucrânia.



Últimas Notícias
Mais Vistos