Guerra Rússia-Ucrânia

Soledar, a cidade-fantasma controlada por mercenários do grupo Wagner

Loading...

As tropas ucranianas abandonaram oficialmente a cidade de Soledar, arrasada por semanas de intensos bombardeamentos.

O exército ucraniano abandonou a cidade de Soledar. Em anúncio oficial, o Kiev diz que se tratou de uma manobra estratégica que protege as tropas, mas mantém a pressão militar sobre a Rússia nas regiões ocupadas do leste.

Soledar é uma cidade-fantasma, arrasada por semanas de intensos bombardeamentos, e agora controlada pelos mercenários do grupo Wagner.

O Governo de Kiev justificou oficialmente esta quarta-feira a retirada de Soledar. Fala em manobra estratégica para preservar a vida dos soldados na linha da frente do Donbass.

Na vizinha Bakhmut, última cidade do leste ainda não controlada pela Rússia, as forças ucranianas resistem à artilharia russa.

Já a sul, os mísseis russos tiveram como alvo o porto de Kherson. Dizem os ucranianos que destruíram um cargueiro turco atracado na margem do rio Dnipro.

No Kremlin, Vladimir Putin elogiou as capacidades bélicas russas em resposta às queixas do governador de Belgorod, a região fronteiriça alvo frequente de retaliações militares ucranianas.

“As defesas aéreas da Rússia são das melhores do mundo. Já o disse, a produção russa é comparável à produção mundial”, afirmou Vladimir Putin.

E em reforço das capacidades elogiadas por Putin, o ministério russo da Defesa divulgou imagens da fragata Almirante Gorshkov e de manobras militares algures no Atlântico norte. Garante Moscovo que testou o lançamento de um míssil hipersónico Zircon, capaz de atingir um alvo a 900 quilómetros de distância.

Últimas Notícias
Mais Vistos