Histórias de 28mm

"O ângulo de visão de uma objetiva de 28mm permite fotografar uma ação sem perder o que a envolve, por isso, escolhi esta lente de contexto para poder contar pequenas histórias das pessoas e lugares que for cruzando." (Rui Caria) Neste espaço dedicado à fotografia o fotojornalista irá mostrar como vê o dia-a-dia das pessoas e dos lugares onde se cruzam as histórias e os repórteres.

  • "Sou da família, como os outros"

    Histórias de 28mm

    A Luísa pediu ajuda a uma vizinha que tinha uma máquina de lavar "dos americanos" capaz de dar a volta ao grande edredão que não cabia na sua máquina de tamanho regular. Nesse dia, há 24 anos, enquanto esperava pela lavagem da peça, uma prima abeirou-se dela, ainda em casa da vizinha, e entregou-lhe a pequena Cristina. "Pega lá que ela é tua".

    Rui Caria

  • A vida a 8 km/h

    Histórias de 28mm

    Quando vi este veículo elétrico que circulava à minha frente, achei-o demasiado pequeno para uma estrada tão grande. Mas foi quando o ultrapassei, que tive a certeza de querer saber para onde ia no seu passo lento, o Rui. Peguei na 28mm e fui ter com ele.

    Rui Caria

  • Os Guardadores do Fato

    Histórias de 28mm

    Era já quase noite, quando à beira da Via Vitorino Nemésio, na Ilha Terceira, reparei nos dois homens de cajado; ali, parados à espera que as mais de 300 cabras que guardam, acabassem de pastar. Peguei na câmara com a lente de 28mm e fui ter com eles.

    Rui Caria