I Liga

Treinador do Vizela quer equipa com coragem para enfrentar o Benfica

Álvaro Pacheco discorda que o Benfica esteja a passar uma má fase.

O treinador do Vizela, Álvaro Pacheco, disse esperar que os seus jogadores tenham a "coragem" de "jogar o jogo pelo jogo" na receção ao líder Benfica, no domingo, na nona jornada da I Liga de futebol.

Nos três últimos jogos, o Benfica regista duas derrotas, ambas em casa (1-0 com o Portimonense, para a I Liga, e 4-0, com o Bayern de Munique, para a Liga dos Campeões) e de uma vitória difícil, após prolongamento, no terreno do Trofense, da II Liga, na terceira eliminatória da Taça de Portugal (2-1), mas Álvaro Pacheco recusa a ideia de tendência de queda da equipa 'encarnada'.

O Vizela acabou de eliminar, na Taça de Portugal, o Vitória de Setúbal, que atua na Liga 3, mas, no campeonato, já não vence desde a segunda jornada, quando ganhou, em casa, ao Tondela (2-1), em 14 de agosto, única vitória lograda na I Liga, sendo que regista cinco empates consecutivos.

Questionado sobre se o empate seria um bom resultado, Álvaro Pacheco notou que no final se saberá: "Vamos ver como o jogo se desenrola, a nossa intenção seria conquistar os três pontos, se no final não formos capazes, diremos que o empate foi bom", disse.

Vizela, 12.º classificado, com oito pontos, e Benfica, primeiro, com 21, defrontam-se a partir das 18:00 de domingo, no Estádio do FC Vizela, em jogo que será arbitrado por Luís Godinho, da associação de Évora.

  • O planeta em que todos vivemos

    Futuro Hoje

    O Planeta Lourenço terá que ser ainda mais simples e eficaz na mensagem. É um risco. Frequentemente, quando me mostram aparelhos ou programas as coisas falham, é o que chamo de síndrome da demonstração. Mas isto acontece na vida real, é assim que vamos fazer.

    Opinião

    Lourenço Medeiros