Incêndios em Portugal

Incêndio de Vila Real já consumiu 4.500 hectares de mato e pinhal

Loading...
No terreno estiveram também os dois aviões enviados pela Grécia, ao abrigo do mecanismo europeu.

O incêndio de Vila Real é o que está a mobilizar mais meios de combate: mais de 500 operacionais estão no terreno, apoiados por sete meios aéreos – incluindo dois aviões enviados pela Grécia.

Desde domingo, o fogo já consumiu 4.500 hectares de mato e pinhal. Durante a tarde, a reativação perto da aldeia de São Cosme, em Vila Real, voltou a causar apreensão aos operacionais. O fogo não chegou a causar danos nas casas, mas à volta ardeu quase tudo.

Junto a Escariz, as chamas chegaram a uma zona de pinhal de difícil acesso. Um dos maiores receios foi a proximidade a uma empresa de gás.

O incêndio, que começou no domingo de manhã, já lavrou com mais intensidade, mas ainda preocupa. Para além dos bombeiros, quem vive nas redondezas tentou ajudar, como pode, para evitar que as chamas progridam.

Entre os nove meios aéreos que ajudaram no combate foram usados, pela primeira vez, os dois aviões que vieram da Grécia, emprestados ao abrigo do mecanismo europeu.

Esta segunda-feira, o fogo chegou a ter no terreno mais de 500 operacionais. Em pouco mais de 24 horas, foram consumidos mais de 4.500 hectares de mato e pinhal. Os prejuízos no Parque Natural do Alvão ainda estão por contabilizar.

Últimas Notícias
Mais Vistos