Jogos Olímpicos

Os números dos Jogos de Tóquio 2020: 46 modalidades e 92 portugueses apurados

BEHROUZ MEHRI

Consulte a lista de modalidades e atletas portugueses qualificados para os Jogos Olímpicos de Tóquio, que se realizam de 23 de julho a 8 de agosto de 2021. A Missão de Portugal conta com 92 atletas apurados (54 masculinos, 34 femininos e quatro misto), em 17 modalidades, o mesmo número dos Jogos do Rio 2016.

Andebol

O andebol fez parte do programa de desportos olímpicos até 1936, tendo sido reintroduzido em 1972, nas Olimpíadas de Munique.

Portugueses qualificados para Tóquio 2020:

  • Seleção composta por 14 elementos (apuramento conseguido no torneio de qualificação, em França).

Atletismo

Desde o início dos Jogos Olímpicos que o atletismo faz parte da competição. Na Antiguidade, a única prova disputada era uma corrida de velocidade de 192 metros, apelidada de “estádio”, pois era este o comprimento do estádio onde decorria a prova.
Hoje, os Jogos incluem uma variedade de provas de atletismo, incluindo corridas, salto, lançamento de disco, de dardo, entre outros.

Portugueses qualificados:

  • João Vieira: 50 quilómetros marcha (3:46.28 horas).
  • Pedro Pichardo: Triplo salto (17,47 metros).
  • Nelson Évora: Triplo salto (28.º do 'ranking').
  • Tiago Pereira: Triplo salto (31.º do 'ranking').
  • Francisco Belo: Lançamento do peso (21,28 metros).
  • Carlos Nascimento: 100 metros (56.º do 'ranking').
  • Ricardo dos Santos: 400 metros (48.º do 'ranking').
  • Carla Salomé Rocha: Maratona (2:24.47 horas).
  • Sara Catarina Ribeiro: Maratona (2:26.40 horas).
  • Sara Moreira: Maratona (2:26.42 horas).
  • Evelise Veiga: Triplo salto (14,32 metros).
  • Patrícia Mamona: Triplo salto (14,37 metros).
  • Liliana Cá: Lançamento do disco (65,10 metros)
  • Irina Rodrigues: Lançamento do disco (27.ª do 'ranking')
  • Auriol Dongmo: Lançamento do peso (18,57 metros).
  • Ana Cabecinha: 20 quilómetros marcha (1:30.18 horas).
  • Cátia Azevedo: 400 metros (50,59 segundos).
  • Lorene Bazolo: 100 metros (11,15 segundos) e 200 metros (53.ª do 'ranking')
  • Marta Pen: 1.500 metros (36.ª do 'ranking').
  • Salomé Afonso: 1.500 metros (44.ª do 'ranking').

Badminton

O badminton estreou-se como desporto oficial dos Jogos em 1992, em Barcelona, com eventos individuais ou em dupla. Mais tarde, nos Jogos de Atlanta, em 1996, foram introduzidas as duplas mistas.

Basquete

O basquete foi introduzido nos Jogos Olímpicos de 1904, em St. Louis como desporto de exibição, já que apenas participavam equipas norte-americanas.

Basquete 3x3

Com estreia marcada para os Jogos de Tóquio 2020, o basquete 3X3 é inspirado em diferentes formas de basquete de rua jogadas pelo mundo. A Federação Internacional de Basquete desenvolveu o 3X3 para atrair um novo público.

Beisebol/Softbol

O beisebol esteve presente em várias edições das Olimpíadas apenas como desporto de exibição, tendo sido incluído como desporto oficial em 1992, nos Jogos de Barcelona. O softbol foi introduzido na edição seguinte, em Atlanta 1996, como um desporto exclusivamente feminino.

Boxe

O boxe faz parte da história dos Jogos Olímpicos desde a antiguidade.

Canoagem de velocidade

A canoagem de velocidade é a forma mais tradicional disputada desde a introdução do desporto.

Portugueses qualificados:

  • Fernando Pimenta (K1 1.000 metros).
  • Emanuel Silva (K4 500 metros).
  • João Ribeiro (K4 500 metros).
  • Messias Baptista (K4 500 metros).
  • David Varela (K4 500 metros).
  • Antoine Launay (K1 Slalom).
  • Teresa Portela (K1 200 metros).
  • Joana Vasconcelos (K1 500 metros).

Canoagem slalom

O slalom é a especialidade olímpica da canoagem de águas bravas. As embarcações utilizadas são mais curtas e achatadas de forma a serem mais estáveis e mais manobráveis.

Ciclismo BMX freestyle

No BMX Freestyle, os corredores têm de executar movimentos e sequências de truques e são avaliados pela qualidade de desempenho (dificuldade, originalidade e estilo).

Ciclismo BMX racing

O BMX é uma das mais rápidas e a mais jovens modalidades do ciclismo. Oito ciclistas competem numa pista repleta de saltos, curvas e obstáculos.

Ciclismo de estrada

O primeiro evento de ciclismo de estrada da história Olímpica ocorreu em 1896.

Ciclismo de pista

As provas de ciclismo de pista aconteceram em todas as edições dos Jogos desde 1896, exceto nos Jogos de Estocolmo 1912.

Ciclismo Mountain Bike

O ciclismo de montanha fez a sua estreia nos Jogos de Atlanta 1996, com um evento cross-country masculino e feminino. O programa permanece inalterado desde então.

Portugueses qualificados em ciclismo:

  • Prova de estrada: João Almeida e Nelson Oliveira.
  • Contrarrelógio: João Almeida e Nelson Oliveira.
  • Pista: Maria Martins (omnium).
  • 'Cross Country' Olímpico (XCO): Raquel Queirós.

Escalada

A escalada terá a sua estreia como desporto olímpico em Tóquio 2020.

Esgrima

A esgrima foi incluída pela primeira vez nos Jogos de em Atenas. A competição da esgrima feminina entrou nos Jogos em 1924, em Paris. Hoje, homens e mulheres competem em eventos individuais e em equipa.

Equestre

A prática de desportos hípicos foi incluída no programa Olímpico de Paris 1900 com eventos de salto, mas foi retirada, entretanto, até aos Jogos de Estocolmo, em 1912.

Portugueses qualificados:

  • Ensino: Maria Caetano, Rodrigo Torres e João Miguel Torrão.
  • Obstáculos: Luciana Diniz.

Futebol

O futebol apareceu pela primeira vez no programa das Olimpíadas de 1900, em Paris, fazendo parte do programa de cada edição dos Jogos desde então, com exceção de Los Angeles 1932.

Ginástica artística

A ginástica artística foi introduzida nos primeiros Jogos Olímpicos da era moderna, em 1896, em Atenas, e esteve presente em todas as edições dos Jogos desde então.

Ginástica de trampolim

A ginástica de trampolim apareceu pela primeira vez nos Jogos de 2000, em Sydney, com competições masculinas e femininas.

Ginástica rítmica

A ginástica rítmica é um desporto olímpico desde 1984, introduzido nos jogos de Los Angeles.

Portugueses qualificados em ginástica:

  • Diogo Abreu (Quota garantida nos trampolins, na Taça do Mundo, em Brescia, em Itália).
  • Filipa Martins (Quota garantida no concurso geral dos Mundiais de Estugarda, na Alemanha).

Golfe

O golfe foi reintroduzido como desporto olímpico nos Jogos do Rio de Janeiro, em 2016, depois do Comité Olímpico Internacional ter votado a seu favor. Antes, já tinha sido disputado nos Jogos de 1900, em Paris, e em 1904, em St. Louis.

Hóquei em campo

O hóquei em campo tornou-se uma aposta firme no programa Olímpico a partir dos Jogos de Antuérpia, em 1920. As mulheres fizeram sua estreia na modalidade em 1980, nos Jogos de Moscovo.

Judo

O judo é um desporto olímpico desde 1964, introduzido nos Jogos de Tóquio. Esta modalidade é dominada pelos japoneses, mas Portugal já conquistou duas medalhes de bronze neste desporto: a primeira em 2000, Sydney, pelo atleta Nuno Delgado, e a segunda em 2016, no Rio de Janeiro, pela judoca Telma Monteiro.

Portugueses qualificados:

  • Jorge Fonseca (-100 kg).
  • Anri Egutidze (-81 kg).
  • Catarina Costa (-48 kg).
  • Joana Ramos (-52 kg).
  • Telma Monteiro (-57 kg).
  • Bárbara Timo (-70 kg).
  • Patrícia Sampaio (-78 kg).
  • Rochele Nunes (+78 kg).

Karaté

O karaté terá estreia olímpica em Tóquio 2020.

Levantamento de peso

O levantamento faz parte do programa dos Jogos desde o seu renascimento. As mulheres começaram a participar nos Jogos de 2000, em Sydney.

Luta

A luta tornou-se um dos desportos principais das Olimpíadas quando estas renasceram, em 1896, em Atenas, dado o seu significado histórico e ligação à Grécia Antiga.

Maratona aquática

Em 2005, o Comité Olímpico Internacional confirmou a inclusão da maratona aquática de 10 quilómetros no programa Olímpico, começando em Pequim 2008.

Natação sincronizada

A natação sincronizada tornou-se desporto olímpico pela primeira vez em Los Angeles, em 1984. É uma prova exclusivamente feminina.

Natação

A natação está presente nos Jogos desde 1896. Na década de 40, os atletas descobriram uma forma que lhes permitia nadar mais rápido. A prática foi imediatamente proibida, mas deu origem à “borboleta”, cuja primeira aparição oficial aconteceu nos Jogos de 1956, em Melbourne.

Portugueses qualificados:

  • Gabriel Lopes: 200 metros estilos (1.58,59 minutos).
  • Alexis Santos: 200 metros estilos (1.58,19).
  • José Paulo Lopes: 800 metros livres (7.52,81).
  • Francisco Santos: 200 metros costas (1.57,06).
  • Tamila Holub: 1.500 metros livres (16.20,51) e 800 metros livres (8.32,30).
  • Diana Durães: 1.500 metros livres (16.31,16).
  • Ana Catarina Monteiro: 200 metros mariposa (2.08,40).
  • Tiago Campos.
  • Angélica André.

Pentatlo Moderno

O pentatlo moderno foi introduzido pelo Barão de Coubertin, “pai” dos Jogos modernos, nas Olimpíadas de Estocolmo 1912. Composto pelos desportos de tiro, esgrima, natação, hipismo e corrida, realizou-se até 1980 durante cinco dias, com uma prova por dia. Atualmente, o evento acontece num único dia.

Polo aquático

O polo aquático fez sua estreia Olímpica nos Jogos de Paris, em 1900.

Remo

O remo fez parte de todas as edições dos Jogos Olímpicos modernos, com exceção de Atenas 1896.

Portugueses qualificados:

  • Double Scull peso ligeiro: Pedro Fraga e Afonso Costa.

Rugby Seven

O Rugby Sevens passou a fazer parte dos Jogos Olímpicos em 2016, no Rio de Janeiro, com os torneios masculino e feminino.

Salto ornamental

Os saltos ornamentais foram incluídos nos Jogos Olímpicos pela primeira vez na edição de St. Louis, em 1904. As primeiras competições Olímpicas diferem das da atualidade, sobretudo no que diz respeito à altura das plataformas.

Skate

O skate fará sua estreia olímpica em Tóquio 2020. A competição será realizada no Ariake Urban Sports Park.

Portugueses qualificados:

  • Gustavo Ribeiro.

Surf

O surf também fará sua estreia olímpica em Tóquio 2020.

Portugueses qualificados:

  • Frederico Morais.
  • Teresa Bonvalot.
  • Yolanda Sequeira.

Taekwondo

O taekwondo estreou-se como desporto de exbição nos Jogos de Seul, em 1988, e tornou-se oficial valendo medalha nos Jogos de Sydney de 2000.

Portugueses qualificados:

  • Rui Bragança: -58 kg.

Ténis

A competição olímpica inclui provas individuais e em duplas, masculinas e femininas, para além do torneio de duplas mistas.

Portugueses qualificados:

  • Pedro Sousa.
  • João Sousa.

Ténis de mesa

O ténis de mesa estreou-se como desporto olímpico nos Jogos de Seul, em 1988.

Portugueses qualificados:

  • Torneio individual: Fu Yu.
  • Torneio individual: Shao Jieni.
  • Torneio por equipas: Marcos Freitas, Tiago Apolónia e João Monteiro.
  • Torneio individual: Marcos Freitas e Tiago Apolónia.

Tiro com arco

O tiro com arco fez a sua primeira aparência nos Jogos Olímpicos de 1900, tendo sido disputado novamente em 1904, 1908, 1920, e de 1972 até o presente.

Tiro com armas de caça

O tiro faz parte do programa Olímpico com 15 provas, divididos em três grupos distintos: rifle, pistola e espingarda.

Portugueses qualificados:

  • João Paulo Azevedo: fosso olímpico (2.º Taça do Mundo de Lahti).

Triatlo

O triatlo estreou-se nos Jogos de Sydney de 2000. A prova conta com uma corrida de 10 quilómetros a pé, 8 quilómetros de bicicleta e 500 metros de natação.

Portugueses qualificados:

  • João Silva.
  • João Pereira.
  • Melanie Santos.

Vela

A vela foi disputada pela primeira vez como desporto Olímpico nos Jogos de Paris, em 1900.

Portugueses qualificados:

  • 49er: Jorge Lima e José Costa.
  • 470: Diogo Costa e Pedro Costa.
  • Laser radial: Carolina João.

Voleibol

O voleibol estreou-se nos Jogos Olímpicos de 1964.

Voleibol de praia

O voleibol de praia faz parte do programa olímpico desde os Jogos de Atlanta, em 1996.

Especial Jogos Olímpicos

  • 1:57