Jogos Olímpicos

Investigada alegada fraude na obtenção de mínimos para os Jogos Olímpicos

Estádio Olímpico de Tóquio, Japão

Tamas Kovacs

Casos podem afetar 31 atletas e cinco equipas de estafeta.

A Unidade de Integridade do Atletismo (AIU) investiga 17 casos de possível fraude na obtenção de mínimos para os Jogos Olímpicos de Tóquio2020, que podem afetar 31 atletas e cinco equipas de estafeta, informou o organismo esta quinta-feira.

"Em resultado das investigações, oito mínimos olímpicos não foram reconhecidos pela World Athletics e os seus detentores não 'receberam' acesso aos Jogos", adiantou a AIU, em comunicado, agradecendo a todos os que relataram situações suspeitas.

Os casos sob investigação envolvem fotografias de chegadas à meta não confiáveis, medição incorreta de distâncias, uso ilegal de "lebres" para marcar o ritmo, infrações nos lançamentos e cronometragem incorreta, entre outras.

Os Jogos Olímpicos Tóquio2020 vão ser disputados entre sexta-feira, dia 23 de julho e 8 de agosto, após o adiamento num ano devido à pandemia de covid-19.

A SIC EM TÓQUIO

Veja também: