Operação Lava Jato

Justiça manda libertar Michel Temer, ex-Presidente do Brasil

Andres Stapff

O ex-Presidente do Brasil estava preso desde quinta-feira.

O juiz desembargador do Tribunal Regional da 2.ª Região, Antonio Ivan Athié, determinou esta segunda-feira a libertação de Michel Temer, avança a BBC.

O juiz determinou também a libertação do ex-ministro brasileiro Moreira Franco e do coronel João Batista Lima Filho, apontado como operador financeiro do suposto esquema criminoso alegadamente comandado por Temer.

"Mesmo que se admita existirem indícios que podem incriminar os envolvidos, não servem para justificar prisão preventiva, no caso, eis que, além de serem antigos, não está demonstrado que os pacientes atentam contra a ordem pública, que estariam ocultando provas, que estariam embaraçando, ou tentando embaraçar eventual, e até agora inexistente instrução criminal.", escreveu o juiz Antonio Ivan Athié.

Michel Temer está a ser investigado em vários casos ligados àquela que é considerada a maior investigação sobre corrupção no Brasil, a Operação Lava Jato. A prisão de Temer foi ordenada na passada quinta-feira, pelo juiz federal do Rio de Janeiro, Marcelo Bretas.

O político de 78 anos é o segundo ex-Presidente brasileiro a ser detido no espaço de um ano - o primeiro foi Lula da Silva, 73 anos, que cumpre pena de prisão.

Temer, do partido Movimento Democrático Brasileiro (MDB), foi Presidente entre agosto de 2016, na sequência da destituição de Dilma Rousseff (PT), e janeiro de 2019.

  • “Vamos a Jogo” acompanhou Luís Filipe Vieira no dia da reconquista
    15:21
  • Visíveis - Ruca
    31:30