Qatar 2022

"Sem precedentes na história do Mundial": Alemanha fala da "ameaça" da FIFA

Loading...
O presidente da Federação alemã de futebol reage à proibição do uso de braçadeiras multicolor imposta pela FIFA.

Antes do arranque do campeonato mundial de futebol, foram muitas as seleções que admitiram usar as braçadeiras com as cores da LGBTQI+. Apesar da pressão, a FIFA ameaçou punir estas equipas com cartão amarelo. Face à reação da FIFA, o presidente da Federação alemã de futebol considera que se trata de uma "demonstração de poder".

"Do nosso ponto de vista, isto é mais do que frustrante e também um evento sem precedentes na história do Mundial", adianta Bernd Neuendorf.

O presidente da Federação considera que a proibição imposta pela FIFA é uma clara ameaça e "demonstração de poder".

"Seríamos ameaçados com consequências desportivas, caso não cumpríssemos o requisito de não usar braçadeira", afirma.

Inglaterra, País de Gales, Bélgica, Dinamarca, Alemanha, Países Baixos e Suíça dispensaram os seus capitães do uso da braçadeira, face à possibilidade de serem penalizados, mas referiram estar "frustrados" com a inflexibilidade demonstrada pela FIFA.

Últimas Notícias