Qatar 2022

Ator Adam Sandler apoia a seleção nacional e tece elogios a Ronaldo

Ator Adam Sandler apoia a seleção nacional e tece elogios a Ronaldo
ANDREW KELLY

Conceituado ator de Hollywood falou ainda da recente produção de sucesso que integrou, o filme “Hustle”.

O ator Adam Sandler, elogiado pelo papel de olheiro de basquetebol no filme "Hustle", desejou boa sorte à Seleção Portuguesa de Futebol e elogiou Cristiano Ronaldo, durante um evento em Los Angeles no qual a Agência Lusa participou.

"O Ronaldo é fixe como o diabo ['cool as hell']", afirmou Adam Sandler, um confesso amante de basquetebol. "Não conheço o futebol tão bem como gostaria", admitiu, mas disse que tem estado a acompanhar os jogos do Campeonato do Mundo de futebol masculino. "Estou a ver futebol agora, vi hoje um jogo".

"Sei que os EUA estão a ter um bom desempenho, o que é muito entusiasmante. Fiquei triste pelo México", continuou.

"A próxima ronda é a dos oitavos de final? Boa sorte para Portugal".

"Hustle: O Grande Salto"

No filme "Hustle: O Grande Salto", o olheiro interpretado por Adam Sandler, Stanley Sugarman, expressa várias vezes desdém pelo desporto-rei. Sandler explicou, em resposta à Lusa, o porquê de incluir essa piada.

"A ideia no filme é que ele viaja para a Europa e está a tentar trazer bons atletas e o futebol está sempre a desviá-los", disse o ator. "Não me parece que o Stanley Sugarman não saiba como é um desporto incrível e como os jogadores são excelentes, é apenas isto de estar a perder para este outro desporto".

Numa conversa a propósito do filme da Netflix, que é coprotagonizado pelo basquetebolista espanhol Juancho Hernangómez -- jogador dos Toronto Raptors -- Adam Sandler disse que sempre gostou de filmes sobre desporto.

"'Hustle' era uma boa ideia para um filme, um olheiro a encontrar um jogador que tinha magia", descreveu.

"Sabíamos que seria bom ter alguns momentos cómicos, mas queríamos fazer um drama desportivo, como o que o 'Rocky' foi para nós enquanto crescemos", afirmou, referindo-se à saga protagonizada por Sylvester Stallone.

Da inspiração em “Rocky” a potencial candidato aos Óscares

"Quando fui ao cinema ver 'Rocky' foi, tipo, dois anos seguidos a falar do filme. Aquele filme esmagou-nos", recordou. "Nunca será possível fazer outro 'Rocky', mas isto tinha a oportunidade de ser uma boa história sobre um 'underdog' no basquetebol".

O primeiro esboço do guião foi-lhe enviado por Joe Roth e pelo basquetebolista LeBron James, que é cofundador da SpringHill Entertainment e detinha os direitos juntamente com a Roth/Kirschenbaum Films.

"Falámos com todos os olheiros que encontrámos, treinadores da NBA e jogadores, pessoas em todo o mundo sobre o que significa entrar na NBA, o quão é importante para elas", descreveu Sandler.

Depois de um lançamento limitado nas salas de cinema, o filme original Netflix, realizado por Jeremiah Zagar e que conta ainda com Queen Latifah, está a ser falado como potencial candidato a nomeações aos Óscares, especialmente na categoria de Melhor Ator para Adam Sandler.

O veterano de Hollywood mostrou-se agradecido pelos elogios da crítica à sua prestação e também elogiou Brendan Fraser, outro potencial candidato a uma nomeação pelo papel em "A Baleia", realizado por Darren Aronofsky.

Os atores protagonizaram a comédia disparatada "Os Cabeças-de-Vento" em 1994 e agora estão na corrida aos Óscares por dois dramas.

"O Brendan é tão inteligente, profundo e gentil. Temos falado muito ultimamente", afirmou Sandler. "O filme é tão bom. Ele sempre foi excelente, tão profundo quanto é possível ser".