Qatar 2022: Opinião

Mundial das Arábias: FIFA não quer seleções a fazer manifestações de cariz político

Loading...
A nova rubrica do Jornal da Noite, "Mundial das Arábias", com Luís Aguilar e Marco Caneira.

As declarações de Marcelo Rebelo de Sousa sobre os direitos humanos no Qatar abriram o debate do Mundial das Arábias. Luís Aguilar e Marco Caneira lembram que a FIFA não quer os jogadores e as seleções a fazer manifestações durante o mundial e, por isso, enviou um e-mail para que abdiquem de tomar posições sobre direitos humanos – como o uso da braçadeira de capitão com as cores do arco-íris.

A FIFA anunciou ainda que pretende criar um fundo para apoiar as famílias dos migrantes falecidos ou que ficaram com lesões incapacitantes no decorrer das obras dos estádios. Mas o Qatar não quer a criação do fundo e prometeu prestar apoio financeiro. A dois dias do início do campeonato, o apoio continua sem chegar às famílias das vítimas.

Luís Aguilar e Marco Caneira referem ainda a decisão da Federação alemã de não apoiar Infantino nas eleições da FIFA e as declarações de alguns políticos em relação à escolha do anfitrião para o Mundial 2022.

Últimas Notícias