Operação Lex

Operação Lex: Luís Filipe Vieira afirma que não cometeu qualquer crime

Loading...

O debate instrutório do processo Operação Lex, que tem 17 arguidos, começa esta quinta-feira.

O debate instrutório do processo Operação Lex, que tem 17 arguidos, incluindo o antigo presidente do Benfica, Luís Filipe Vieira, começa esta quinta-feira em Lisboa.

À chegada ao tribunal, Luís Filipe Vieira não quis prestar declarações aos jornalistas, mas quando um jornalista o questiona se cometeu algum crime a resposta é única e direta: "Tenho a certeza que não".

Em causa estão crimes de corrupção passiva e ativa para ato ilícito, recebimento indevido de vantagem, abuso de poder, usurpação de funções, falsificação de documento, fraude fiscal e branqueamento, segundo divulgou a Procuradoria-Geral da República (PGR) num comunicado em 18 de setembro de 2020.

A acusação de Luís Filipe Vieira imputa-lhe a prática um crime de recebimento indevido de vantagem em coautoria com Fernando Tavares e com o advogado Jorge Rodrigues Barroso.

Entre os acusados encontram-se três antigos desembargadores - Rui Rangel (expulso pelo Conselho Superior da Magistratura), Fátima Galante (ex-mulher de Rangel e aposentada compulsivamente pelo órgão de gestão e disciplina dos juízes) e Luís Vaz das Neves (ex-presidente do TRL, entretanto jubilado) -, bem como o ex-presidente do Benfica Luís Filipe Vieira, o vice-presidente "encarnado" Fernando Tavares e o empresário José Veiga.

Últimas Notícias
Mais Vistos