Orçamento do Estado

Mais 150 guardas prisionais vão ser contratados

Mais 150 guardas prisionais vão ser contratados

Anúncio feito pela ministra da Justiça no Parlamento.

A ministra da Justiça anunciou na manhã desta quarta-feira a contratação de mais 150 guardas prisionais este ano e um aumento no subsídio de risco. Catarina Sarmento e Castro foi ouvida pelos deputados no âmbito do Orçamento do Estado para este ano, que qualificou como o maior de sempre para justiça.

A ministra da Justiça falou na manhã desta quarta-feira aos deputados, no âmbito do Orçamento de Estado para 2022. Catarina Sarmento e Castro assegurou que vão ser contratados mais 150 guardas prisionais.

“Neste momento decorre um novo concurso externo de admissão de mais 150 guardas prisionais, continuando o esforço dos últimos quatro anos ao longo dos quais foram introduzidos no sistema mais de 400 efetivos”, disse.

Para isso, o orçamento prevê uma “despesa de cinco milhões de euros”, que a ministra considera ser revelador da vontade do Governo em “melhorar as condições profissionais destes profissionais”.

A despesa do programa da Justiça para 2022 é de 1.610 milhões de euros, “um aumento de 115 milhões de euros face ao orçamentado para 2011”, o que, para Catarina Sarmento e Castro, torna este orçamento o “mais elevado de sempre”.

Em 2021, o número de processos pendentes nos tribunais judiciais foi o mais baixo dos últimos 26 anos. Também o número de processos findos foi superior ao número de processos entrados, “o que justifica o decréscimo da pendência em cerca de 8,9%”.

SAIBA MAIS

Últimas Notícias
Mais Vistos