Saúde Mental

Natação ao ar livre vai ser testada como alternativa a medicamentos para a depressão

Natação ao ar livre vai ser testada como alternativa a medicamentos para a depressão
Thomas Barwick

Equipa de investigadores vai estudar como um mergulho se pode comparar a antidepressivos.

A prescrição da prática de natação ao ar livre para a depressão será testada como uma alternativa à medicação. Segundo a Sky News, os investigadores vão estudar os benefícios da ecoterapia - a intervenção terapêutica através da natureza e como um mergulho se pode equiparar a antidepressivos.

O exercício já é recomendado pelo NHS (serviço de saúde britânico) como forma de melhorar o humor de quem sofre de depressão. Agora especialistas da Universidade de Portsmouth em colaboração com a Sussex Partnership NHS Foundation Trust vão analisar se a natação ao ar livre pode também ser prescrita como alternativa a medicamentos.

Os testes para este novo estudo vão arrancar em breve em Parliament Hill, Londres; Lenches Lake, em Worcestershire; e Saunton, no norte de Devon. Os resultados serão comparados com um grupo de controlo tratado com medicamentos para a depressão.

Os investigadores estão a reanalisar a informação sobre a depressão após novos estudos sugerirem que alguns dos mecanismos conhecidos sobre a doença podem estar incorretos.

Um porta-voz da Universidade de Portsmouth disse que este recente estudo, financiado pelo Instituto Nacional de Pesquisa em Saúde e Cuidados (NIHR), permitirá tirar conclusões preliminares sobre "uso da natação ao ar livre como alternativa aos antidepressivos", o que representa "um avanço em termos de rigor científico".

Acompanhe o especial Saúde Mental

Últimas Notícias
Mais Vistos