Vacinar Portugal

Vacinação de crianças: dados mostram que benefícios são superiores aos riscos

Regulador europeu deu luz verde à vacinação contra a covid-19 para crianças entre os 5 e os 11 anos.

A Agência Europeia do Medicamentos deu luz verde ao uso da vacina da BioNTech/Pfizer em crianças dos 5 aos 11 anos, em duas doses mais pequenas do que as que são dadas aos adultos. Os dados mostram que os benefícios são superiores aos riscos.

Os efeitos secundários detetados nos estudos são ainda menos graves do que nos adultos, como cansaço, dores musculares, dor de cabeça ou dor e inchaço no braço.

A vacina da Pfizer, já utilizada a partir dos 12 anos, é a primeira aprovada na União Europeia para crianças dos 5 aos 11 anos.

O regulador europeu diz que, apesar das crianças serem menos suscetíveis a doença grave, continuam a transmitir a outras pessoas.

A agência europeia reuniu em Amsterdão para decidir sobre a vacinação infantil, já adotada em Israel, Áustria, Canadá e Estados Unidos da América.

SAIBA MAIS