A vacinação em Portugal e no Mundo

DGS está há quase três meses para reconhecer vacina da AstraZeneca fabricada na Índia

Portugal não emite certificado para a Covishield. Infarmed deu parecer positivo a 5 de agosto.

A Direção-Geral da Saúde está há quase três meses para reconhecer a vacina da AstraZeneca fabricada na Índia. Na prática, não permite que quem a tomou tenha acesso ao certificado digital.

Portugal ainda continua a reconhecer apenas as únicas quatro vacinas até agora aprovadas pela Agência Europeia do Medicamento: Pfizer, Moderna, AstraZeneca e Janssen. Para já, a Covidshield ainda fica de fora.

É um dos países europeus que ainda não reconhece a vacina.

A 5 de agosto o Infarmed deu o parecer positivo a esta vacina da AstraZeneca de fabrico indiano e à chinesa Sinovac, passando a bola para a Direção-Geral da Saúde, a quem compete definir a norma.

Quem tome as duas doses da vacina no estrangeiro continua a não ter acesso ao certificado de vacinação em Portugal. É o caso de João Paulo Oliveira. Foi há 6 meses vacinado em Bamako, no Mali. Mas este documento, que é valido em vários países, como França, Irlanda e Croácia, por enquanto vale zero em Portugal.

João ponderou de novo ser vacinado em Portugal à chegada, mas não existe evidência científica disponível que suporte a qualidade, segurança e eficácia de dois esquemas vacinais completos.

  • Esqueçam o atrás...

    Tenham noção

    O recado de Rodrigo Guedes de Carvalho sobre redundâncias. Tenham noção que dizer ou escrever "há cinco anos atrás", "subir para cima" ou "descer para baixo" é desnecessário.

    SIC Notícias