Os números da Covid-19

Portugal com mais 9 mortes e 1.693 novos casos de covid-19 em 24 horas

JOSÉ COELHO / LUSA

O último balanço da Direção-geral da Saúde.

Portugal contabiliza esta terça-feira mais 9 mortes e 1.693 novos casos de covid-19, segundo o relatório diário da Direção-Geral da Saúde (DGS).

As nove mortes registaram-se no Centro (três), em Lisboa e Vale do Tejo (três), no Algarve (uma) e na Madeira (duas). Segundo a DGS, as vítimas mortais são das faixas etárias entre os 50 e 59 anos (duas), dos 70 aos 79 anos (uma) e dos idosos com 80 ou mais anos (seis).

Desde o início da pandemia, Portugal já registou 18 274 mortes e 1 110 155 casos de infeção pelo vírus SARS-CoV-2, estando ativos 38 272 casos, menos 86 em relação a segunda-feira.

O boletim da DGS revela que estão internados 486 doentes, mais 16 do que ontem. Nos cuidados intensivos estão 80 doentes, mais 4.

Os dados indicam ainda que mais 1 770 doentes foram dados como recuperados, fazendo subir para 1 053 609 o número total de recuperados desde o início da pandemia em Portugal, em março de 2020.

As autoridades de saúde têm sob vigilância 34 541 contactos, mais 1 557 relativamente ao dia anterior.

O novo coronavírus já infetou em Portugal pelo menos 514.391 homens e 594.994 mulheres, de acordo com os dados da DGS, segundo os quais há 770 casos de sexo desconhecido, que se encontram sob investigação, uma vez que esta informação não é fornecida de forma automática.

Entre as novas infeções destaca-se a faixa etária dos 40 aos 49 anos (mais 274 casos), dos 30 aos 39 anos (244), dos 20 aos 29 anos (230), dos zero aos nove anos (219), dos 50 aos 59 anos (197), dos 60 aos 69 anos (180), dos 10 aos 19 anos (154), dos 70 aos 79 anos (143) e dos mais de 80 anos (52).

Taxa de incidência e índice de transmissibilidade

A nível nacional, a taxa de incidência subiu de 134,2 para 156,5 casos de infeção por 100 mil habitantes. Em Portugal continental, este indicador estava em 133,3 e passou para 155,3 casos de infeção por 100 mil habitantes.

O Rt - que estima o número de casos secundários de infeção resultantes de cada pessoa portadora do vírus - estava a 1,15 a nível nacional e hoje está em 1,16.

Em Portugal continental o Rt subiu de 1,15 para 1,17.

Estes dados são atualizados todas as segundas, quartas e sextas-feiras.

Os números por regiões

O maior número de infeções nas últimas 24 horas ocorreu na região de Lisboa e Vale do Tejo, onde foram notificadas 556, contabilizando-se até agora nesta área geográfica 428.055 casos e 7.769 mortos.

A região Norte registou 572 novas infeções por SARS-CoV-2, totalizando 421.110 casos de infeção e 5.620 óbitos desde o início da crise pandémica.

Na região Centro registaram-se mais 388 casos, perfazendo 151.513 infeções e 3.212 mortos.

No Alentejo foram assinalados 36 novos casos de infeção, totalizando 40.851 contágios e 1.056 mortos desde o início da pandemia.

Na região do Algarve, o boletim de hoje da DGS contabiliza 131 novos casos, acumulando-se 45.499 contágios pelo SARS-CoV-2 e 491 óbitos.

A região Autónoma da Madeira contabilizou 64 novos casos, somando 13.446 infeções e 79 mortes devido à doença covid-19 desde março de 2020.

Nas últimas 24 horas, e segundo a DGS, os Açores registaram 46 novos casos, o que eleva para 9.681 contágios desde o início da pandemia e 47 mortes devido à doença.

As autoridades regionais dos Açores e da Madeira divulgam diariamente os seus dados, que podem não coincidir com a informação divulgada no boletim da DGS.

Costa admite novas restrições para travar aumento de casos de covid-19

O primeiro-ministro admite que está preocupado com o aumento de casos de covid-19 em Portugal. António Costa diz, no entanto, que não prevê adotar medidas tão restritivas como nas vagas anteriores.

Questionado pelos jornalistas durante uma visita a uma escola em Rio Maior, o chefe de Governo não recusou a ideia de avançar com novas restrições para travar o aumento de novos casos de covid-19.

Bastonário dos Médicos defende o regresso da máscara obrigatória em espaços fechados

O bastonário da Ordem dos Médicos defende o regresso da máscara obrigatória em espaços fechados, distanciamento social e lavangem frequente das mãos, mas não necessariemente novo confinamento.

Perante o aumento de casos de covid-19 em Portugal e sobretudo na Europa, Miguel Guimarães defende ainda um maior controlo de fronteiras, passaporte digital e testes obrigatórios à entrada.

O teletrabalho é também uma medida que já existe a ter em conta "até para descongestionar os grandes fluxos de trânsito nas grandes cidades", sublinha.

Mais de 5,1 milhões de mortos no mundo

A covid-19 provocou pelo menos 5.105.488 mortes em todo o mundo, entre mais de 253.719.560 infeções pelo novo coronavírus registadas desde o início da pandemia, segundo o mais recente balanço da agência France-Presse.

A doença respiratória é provocada pelo coronavírus SARS-CoV-2, detetado no final de 2019 em Wuhan, cidade do centro da China, e atualmente com variantes identificadas em vários países.

LINKS ÚTEIS

MAPA COM OS CASOS A NÍVEL GLOBAL