Web Summit

Governo anuncia pacote de 90 milhões de euros para apoiar startups

Governo anuncia pacote de 90 milhões de euros para apoiar startups
MIGUEL A. LOPES
Apoio será atribuído através de 'vouchers' (vales) "digitais e verdes".

O Governo vai lançar um pacote de 90 milhões de euros para apoiar 3.000 empresas recém-criadas (startups) nos próximos quatro anos, anunciou esta terça-feira em Lisboa o ministro da Economia e do Mar, António Costa Silva.

O anúncio foi feito na cerimónia de abertura do evento tecnológico Web Summit 2022, que começou hoje e termina na sexta-feira.

O pacote, a lançar durante a Web Summit, destina-se a apoiar, com fundos do Plano de Recuperação e Resiliência (2021-2026), 'startups' que desenvolvam modelos de negócio digitais "amigos" do ambiente.

Segundo o ministro, que representou o Governo português na cerimónia de abertura, que começou com um largo atraso, o apoio será atribuído através de 'vouchers' (vales) "digitais e verdes".

António Costa Silva, que discursou em inglês, adiantou, sem mencionar o montante de financiamento, que será lançado em paralelo um novo pacote para apoiar os "custos operacionais" das incubadoras de empresas.

Dirigindo-se à plateia, instou os empreendedores a investirem em Portugal, tendo presente a "ameaça climática" e que "a tecnologia e as soluções técnicas resolveram os problemas mais difíceis".

Igualmente em inglês, o presidente da Câmara de Lisboa, Carlos Moedas, disse que a capital portuguesa, a cidade com que sonhou, é onde "o impossível encontra-se com o possível", evocando como exemplo a recém-anunciada Fábrica de Unicórnios, que pretende captar 'startups' altamente valorizadas.

Depois de mencionar a recém-eleição de Lula da Silva como Presidente do Brasil, o fundador e presidente-executivo da Web Summit, Paddy Cosgrave, defendeu, reproduzindo a filosofia do evento, que "estabelecer conexões", em pessoa, pode "transformar carreiras, empresas e até países".

A sétima edição da Web Summit conta com mais de 70.000 participantes, 2.630 'startups' e empresas, 1.120 investidores e 1.040 oradores.

O evento tecnológico, que nasceu em 2010 na Irlanda, passou a realizar-se na zona do Parque das Nações, em Lisboa, em 2016 e vai manter-se na capital portuguesa até 2028.

Últimas Notícias
Mais Vistos