FB Instant Articles

Covid-19. Autarca do Fundão defende que combate à pandemia devia focar-se nos lares

Paulo Fernandes duvida da eficácia das medidas mas restritivas.

O Fundão é um dos 121 concelhos que faz parte da lista de risco de contágio, e deverá manter-se na próxima avaliação. No entanto, o autarca do município duvida da eficácia das medidas mais restritivas, implementadas pelo Governo, e defende que a estratégia de combate à pandemia devia centrar-se nos lares.

O concelho do Fundão tem cerca de 30 mil habitantes e já ultrapassa os 200 casos ativos. 83% dos casos registados no concelho são surtos em lares. Para Paulo Fernandes, os territórios de baixa densidade deviam contar com outras armas para combater a pandemia.

"É essencial que sejam colocados mais recursos quando aparecem surtos, ou para prever surtos, do setor da saúde também na componente social, nomeadamente onde há a valência de lares”, explica Paulo Fernandes acrescentando que esta medida iria “diminuir o risco de agudização dos casos” e libertar os hospitais.

O apelo surge numa altura em que mais de 90% dos doentes hospitalizados na unidade de Saúde da Cova da Beira são idosos.

Paulo Fernandes reconhece que a capacidade de realização de rastreios tem ajudado a identificar os casos e a controlar redes de contágio, mas pede melhor coordenação. Alerta ainda que as ações desajustadas da realidade não são eficazes e defende que os municípios deviam ter espaço de manobra para tomar medidas.