New Articles

Virgin Galactic quer iniciar voos comerciais ao Espaço em 2022

Multimilionário Richard Branson, dono da Virgin Galactic, foi protagonista do voo, este domingo, que esteve quatro minutos com gravidade zero.

Se em tempos houve uma corrida espacial entre os Estados Unidos e a União Soviética, 2021 parece ser o verão da corrida comercial entre os multimilionários para o turismo no Espaço.

Richard Branson, dono da Virgin Galactic, foi protagonista do voo, este domingo, que esteve quatro minutos com gravidade zero. Ultrapassou em poucos dias, o outro multimilionário, Jeff Bezos, cujo voo está previsto para 20 de julho.

Virgin Galactic quer iniciar os voos comerciais ao Espaço em 2022 e garante ter em lista de espera 600 pessoas. Os destinatários destes voos são outros multimilionários, dispostos a desembolsar cerca de 200 mil euros para, durante quatro minutos, viverem na pele a sensação de gravidade zero.

Enquanto os dois empresários medem em público quem é o mais bem sucedido, poderá passar despercebido o terceiro nesta corrida dos privados ao Espaço.

Só nos últimos seis anos a Space X, de Elon Musk, já lançou mais de 20 missões e este ano vai lançar mais 40. Foi a primeira empresa privada a transportar astronautas e mantimentos para a estação espacial internacional. No capítulo do turismo espacial, planeia no final deste ano ou no início do próximo iniciar viagens com quatro tripulantes numa órbita terrestre.