Mundo

Manobras de Seul e Washington podem ser uma "catástrofe", avisa Pyongyang

Ahn Young-joon

A Coreia do Norte alertou hoje que as controversas manobras militares conjuntas, na próxima semana, da Coreia do Sul e dos Estados Unidos podem ser uma "catástrofe" para a Ásia Oriental em temos de segurança.

Os exercícios anuais "Ulchi Freedom Guardian", que arrancam na segunda-feira, "vão aproximar ainda mais a atual situação da península coreana da catástrofe", indicou Pyongyang, numa breve nota divulgada pela agência oficial norte-coreana KCNA.

Todos os anos, na penúltima semana de agosto, os exércitos da Coreia do Sul e dos Estados Unidos realizam em território sul-coreano estas manobras conjuntas, que incluem a maior simulação computorizada do mundo e implicam o destacamento de dezenas de milhares de efetivos.

O exercício, que dura 12 dias, tem como objetivo coordenar a resposta a uma hipotética invasão do Sul pelo Norte. Apesar de os aliados defenderem a natureza defensiva das manobras, a Coreia do Norte condena-as todos os anos, por considerar que são um ensaio para atacar o país.

Lusa