Mundo

Inundações repentinas em Moçambique causam três mortes em Pemba

António Silva

A precipitação foi provocada pela depressão atmosférica que teve origem no ciclone Kenneth.

Três pessoas morreram este domingo devido a inundações repentinas causadas por chuva forte em Pemba, capital provincial de Cabo Delgado, norte de Moçambique, anunciaram fontes locais.

"Houve três óbitos" na sequência das cheias, referiu o presidente do conselho municipal, citado pela Televisão de Moçambique (TVM), confirmando relatos de moradores nos bairros afetados.

A precipitação foi provocada pela depressão atmosférica que teve origem no ciclone Kenneth, que atingiu a região na quarta-feira e que se dissipou no sábado, mas que deixou chuvas intensas que se devem prolongar durante mais uma semana.

As vítimas de hoje morreram dentro de casas de construção precária que desabaram com a força das águas.

Pemba tinha escapado à entrada do ciclone em terra, mas o pior acabou por chegar hoje.

O ciclone Kenneth foi o primeiro, desde que há registo, a atingir o Norte de Moçambique, onde provocou cinco mortos, segundo número oficiais e numa altura em que ainda decorrem levantamentos em zonas mais remotas.

Quase 3.500 casas foram parcial ou totalmente destruídas, pelo menos 168 mil pessoas foram afetadas pelo ciclone e há mais de 18.000 pessoas em 22 centros de acomodação.

Lusa

  • Minutos salva-vidas
    20:48