Mundo

Coreia do Norte terá fuzilado altos responsáveis após cimeira com Trump

Coreia do Norte terá fuzilado altos responsáveis após cimeira com Trump

Outros funcionários terão sido enviados para campos de prisioneiros.

A Coreia do Norte terá executado vários diplomatas que participaram na segunda cimeira entre Kim Jong Un e Donald Trump, no Vietnam.

O diário Chosun Ilbo, um jornal norte-coreano, afirmou que Kim Hyok-chol, responsável pelo trabalho preparatório antes da cimeira de Hanoi, em fevereiro passado, e que viajou até à capital vietnamita a bordo do comboio privado de Kim Jong-un, foi alegadamente fuzilado por ter "traído o líder supremo", ao regressar dos Estados Unidos depois da cimeira.

"Kim Hyok-chol foi executado em março no aeroporto de Mirim com quatro altos responsáveis do Ministério dos Negócios Estrangeiros, na sequência de um inquérito", garantiu o jornal, que citou uma fonte não identificada.