Mundo

Postura do Irão é "insultuosa e ignorante", afirma Donald Trump

Evan Vucci

"Não há mais John Kerry [ex-secretário de Estado] e Obama!", disse Trump.

O Presidente dos Estados Unidos disse esta terça-feira que a reação do Irão à proposta de Washington de manter a porta aberta para negociações é "insultuosa e ignorante", advertindo que qualquer ataque iraniano será seguido de represálias norte-americanas "esmagadoras".

"A declaração muito ignorante e insultuosa do Irão, divulgada hoje, mostra apenas que eles não compreendem a realidade. Qualquer ataque do Irão a qualquer alvo norte-americano será recebido com grande e esmagadora força. Em algumas áreas, esmagadora irá significar destruição", referiu Donald Trump numa mensagem publicada na rede social Twitter, que termina com uma referência à anterior administração norte-americana liderada por Barack Obama, que firmou o acordo nuclear com Teerão em 2015.

"Não há mais John Kerry [ex-secretário de Estado] e Obama!", disse Trump, cuja administração decidiu retirar unilateralmente os Estados Unidos do pacto nuclear em maio de 2018 e restabelecer sanções ao Irão.

O Presidente iraniano, Hassan Rohani, acusou hoje os Estados Unidos (EUA) de mentirem quando disseram que queriam negociar com Teerão, após o anúncio na segunda-feira de novas sanções, medidas que pretendem abranger altas figuras da República Islâmica, como o guia supremo Ali Khamenei ou o ministro dos Negócios Estrangeiros iraniano, Mohammad Javad Zarif.

"Ao mesmo tempo em que apelam às negociações, tentam sancionar o ministro dos Negócios Estrangeiros! É óbvio que estão a mentir", afirmou Rohani, num discurso transmitido pela televisão.

Rohani considerou ainda que as novas sanções dos EUA são "ultrajantes e idiotas".

Momentos antes, o conselheiro de segurança nacional dos EUA, John Bolton, tinha lamentado o silêncio "ensurdecedor" do Irão, afirmando que a porta permanecia aberta a "negociações reais", apesar das atuais tensões entre Washington e Teerão.

Nos vários 'tweets' divulgados hoje à tarde, Trump afirmou ainda que o "maravilhoso povo iraniano está a sofrer e sem razão nenhuma".

"A liderança iraniana gasta todo o seu dinheiro no terrorismo (...). A liderança do Irão não entende as palavras 'bom' ou 'compaixão', nunca entenderam. Infelizmente, o que entendem é força e poder, e os Estados Unidos são de longe a força militar mais poderosa do mundo, com 1,5 biliões de dólares [1,3 biliões de euros] investidos nos últimos dois anos", acrescentou o chefe de Estado norte-americano.

A tensão entre o Irão e os Estados Unidos voltou a aumentar na sequência do derrube de um 'drone' (aparelho aéreo não-tripulado) da Marinha norte-americana pelas forças iranianas na passada quinta-feira.

O Irão alega que o 'drone' de vigilância marítima RQ-4A Global Hawk estava em espaço aéreo iraniano e que foi alertado várias vezes antes de ser lançado um míssil contra ele.

A versão iraniana é contestada pelos Estados Unidos, que afirmam que o 'drone' foi abatido no espaço aéreo internacional no estreito de Ormuz, no Golfo de Omã.

O caso do 'drone' levou Washington a preparar ataques aéreos retaliatórios, cancelados à última hora por Donald Trump.

Lusa