Mundo

EUA divulgam fotografias da sobrelotação nos centros para imigrantes ilegais

Imagens foram divulgadas pelo Governo norte-americano.

Autoridades norte-americanas divulgaram esta terça-feira imagens que mostram a sobrelotação dos centros que abrigam imigrantes ilegais detidos na fronteira com o México.

Uma das fotografias, em McAllen, no Texas, mostra imigrantes em jaulas onde se percebe que não sobra espaço para todos se deitarem.

Centro de detenção de imigrantes em McAllen, Texas

Centro de detenção de imigrantes em McAllen, Texas

No mesmo local onde morreu uma adolescente de 16 anos da Guatemala, com suspeita de gripe, em Weslaco, veem-se mulheres e crianças deitadas no chão.

Guarda da Fronteira em Weslaco, EUA

Guarda da Fronteira em Weslaco, EUA

As autoridades divulgaram também a fotografia de uma cela com 88 homens detidos em Brownsville, onde, de acordo com o Departamento de Segurança Nacional, há capacidade para apenas 41 pessoas.

Cela com capacidade para 41 homens está atualmente com 88 detidos

Cela com capacidade para 41 homens está atualmente com 88 detidos

O relatório divulgado juntamente com as fotografias revela que a maioria dos adultos estava sem tomar banho desde a detenção, há mais de um mês.

O documento escreve ainda que o número de detenções na fronteira entre o Texas e o México supera as 223 mil entre outubro de 2018 e maio de 2019, ou seja, um aumento de 124% em relação ao mesmo período no ano anterior.

Perto de 24 mil são menores que viajam sozinhos. Também aqui foi registado um aumento de 62% em relação ao ano anterior.