Mundo

Chuvas torrenciais em Espanha causam duas mortes e numerosos acidentes

Social Media

Saiba quais são as zonas mais afetadas.

As chuvas torrenciais que afetam esta quinta-feira o sudeste de Espanha, com ventos fortes e mais de 300 litros de água por metro quadrado, provocaram já duas mortes, vários acidentes rodoviários, encerramentos de escolas e prejuízos materiais, segundo as autoridades.

Um homem e uma mulher, casal e ambos com 70 anos, morreram esta manhã, quando o carro em que seguiam foi arrastado pela água, na estrada que liga Caudete com Fuente la Higuera, na província de Albacete, na comunidade de Castilla la Mancha, segundo dados da Guarda Civil.

A chuva torrencial que caiu durante a noite naquela região espanhola causou outros oito acidentes rodoviários e forçou ao corte de estradas e da autoestrada A31, na região de Almança.

Reuters TV

Regiões mais atingidas

As zonas de Múrcia, Valência e Alicante foram as mais atingidas, registando perturbações no trânsito automóvel e ferroviário, bem como inundações que afetaram diversas localidades, mas as chuvas torrenciais chegaram também a Castilla la Mancha.

Veja aqui as imagens do temporal

Na cidade valenciana de Ontinyent, o rio Clariano transbordou, após chuvas que atingiram 280 litros por metro quadrado, em 24 horas, obrigado a polícia local a bloquear acessos e a evacuar casas de cerca de 30 moradores num bairro.

Rajadas de vento com mais de 100 quilómetros por hora formaram um pequeno tornado, na cidade de Dénia, Alicante, que causou vários danos materiais, em particular num centro desportivo, embora sem provocar feridos.

Na província de Valência, mais de 300 mil estudantes ficaram sem aulas, após dezenas de estabelecimentos de ensino terem sido obrigado a fechar portas, devido à chuva e vento.

Na província de Múrcia, o governo local declarou situação de pré-emergência, ativando o plano especial da Proteção Civil, com receio do impacto das cheias que se formaram ao longo da madrugada.

Também as comunidades de Castilla La Mancha e Baleares estão em alerta laranja, confrontadas com menor intensidade de chuva e vento, mas ainda assim com receio de uma deterioração das condições climatéricas nas próximas horas.

Os serviços de meteorologia preveem ondas de três metros nas ilhas de Ibiza e Formentera, no mar Mediterrâneo.

Lusa

  • Miguel Albuquerque desafia PSD a “dizer o que quer”
    10:59
  • Leonel Pontes prefere Sporting a vencer, mesmo sem convencer
    2:18