Mundo

Vaticano envia investigadores de crimes sexuais para o México

Guglielmo Mangiapane

Nova missão realiza-se entre 20 e 27 de março.

O Vaticano vai enviar ao México dois dos principais investigadores de crimes sexuais, numa missão anunciada esta segunda-feira como de investigação e assistência.

Os dois, o arcebispo Charles Scicluna e o monsenhor Jordi Bertomeo, estiveram em 2018 a investigar a igreja chilena e o seu passado histórico de proteção a padres pedófilos, o que resultou na renúncia em massa de bispos chilenos.

A nova missão no México dos dois responsáveis acontece de 20 a 27 de março. Fonte oficial disse que não se trata de uma investigação, mas, sim, de uma missão de assistência, para ajudar a igreja mexicana a combater abusos.

No entanto, a embaixada do Vaticano na Cidade do México pediu expressamente às vítimas para irem falar com os dois prelados, dando-lhes um endereço de 'email' para enviarem os seus testemunhos, um número de telefone para ligarem, e total privacidade e confidencialidade.

  • Um Presidente sem tempo a perder

    Opinião

    Donald Trump foi o pior Presidente dos EUA em 90 anos. Joe Biden tem o maior desafio do último século americano - mas está, nestes primeiros dias, a mostrar que pode estar à altura do que a maioria clara lhe pede.

    Germano Almeida