Mundo

Alemanha regista maior subida de casos de Covid-19 em cinco dias 

FRIEDEMANN VOGEL

O país prepara-se para anunciar novo alívio das restrições.

A Alemanha registou 1.284 novos casos diagnosticados de covid-19 nas últimas 24 horas, o número mais alto dos últimos cinco dias, justificado pelo Instituto Robert Koch (RKI) com um atraso na contagem do último fim de semana.


No total, o país contabiliza 166.091 casos e 7.119 vítimas mortais, um crescimento de 123 óbitos nas últimas 24 horas.


O RKI revela ainda que há, nesta altura, um valor aproximado de 139.900 casos curados, somando mais 2.500 desde a última divulgação oficial de números.


A Alemanha optou, esta quarta-feira, por um novo relaxamento das medidas de contenção, com a abertura de todas as lojas do país e o retomar de todas as aulas antes das férias de verão.


Entre outras decisões, os estados federados são agora responsáveis por definir a data de abertura dos restaurantes no seu território.


As restrições estão, ainda assim, dependentes dos números que cada região apresentar. É a tentativa de regresso à normalidade num país que espera uma queda sem precedentes na sua produção.


Segundo dados oficiais do Instituto Federal de Estatística, e devido à pandemia de covid-19, a produção da indústria alemã caiu 9,2% em março em relação ao mês anterior. É a maior contração desde 1991, altura em que começou a ser feito este registo estatístico.


Uma dezena de deputados pediu hoje ao ministro do Interior, Horst Seehofer, que termine com o controlo nas fronteiras alemãs, nomeadamente com a Suíça, França e Luxemburgo.


"Até 15 de maio, o mais tardar, todas as restrições nas fronteiras como medida de emergência devem deixar de ser aplicadas", refere o comunicado.

ACOMPANHE AQUI AO MINUTO AS INFORMAÇÕES SOBRE A PANDEMIA DE COVID-19

ESPECIAL CORONAVÍRUS