Mundo

Bolsonaro chama terroristas e marginais aos grupos que se manifestam contra o Governo

Presidente do Brasil apela às forças de segurança para agirem caso manifestantes passem dos limites.

Jair Bolsonaro chamou terroristas e marginais aos grupos que se manifestam contra o Governo brasileiro, e apelou às forças de segurança para agirem caso passem dos limites.

O Presidente Brasileiro apelou na quinta-feira aos seus apoiantes para que não compareçam nas manifestações anti-Governo e pró-democracia agendadas para domingo, que, segundo o mandatário, são organizadas por "viciados" e "marginais".

As declarações foram feitas antes e repetidas depois da inauguração de um hospital de campanha em Goiás. Para além de ter cumprimentado as pessoas sem máscara, Bolsonaro tropeçou pelo no caminho, e acabou por cair no chão.

O hospital está pronto desde 22 abril, mas só agora está a ser inaugurado.

O Brasil é um dos países mais afetados pela pandemia de coronavírus. O país é o segundo com mais casos no mundo, já ultrapassou os 600 mil infetados e a barreira dos 34 mil mortos.