Mundo

Eurodeputado apanhado em festa gay tentou fugir quando a polícia chegou

Terá tentado sair por uma janela e depois para a rua, descendo um cano.

Um eurodeputado húngaro, do partido de extrema-direita do Presidente da Hungria, que se opõe aos direitos dos homossexuais, demitiu-se depois de ser apanhado numa festa ilegal de sexo gay, em Bruxelas.

Estava num apartamento com mais 24 pessoas, entre elas vários diplomatas, apesar de a Bélgica estar em confinamento.

Terá tentado fugir do local quando se apercebeu da chegada da polícia. Segundo a imprensa, o eurodeputado terá tentado sair por uma janela e, depois, para a rua, descendo um cano. Mas sem sucesso.

No momento da detenção alegou imunidade parlamentar, mas o Parlamento Europeu já esclareceu que a imunidade não se aplica à vida privada dos eurodeputados.

Entretanto, o eurodeputado pediu desculpas e deixou o cargo.

Antes de chegar ao Parlamento Europeu, József Szájer foi autor do artigo da Constituição da Hungria que proíbe o casamento entre pessoas do mesmo sexo.

  • O exemplo inglês 

    Opinião

    Na década de oitenta, as tragédias de Heysel Park primeiro e de Hillsborough depois, atiraram a credibilidade do futebol inglês para a sarjeta.

    Duarte Gomes