Mundo

Bangladesh justifica decisão de deslocar refugiados rohingya para ilha

Mais de 730 mil refugiados fugiram para o Bangladesh, em 2017, para escaparem do genocídio em Myanmar.  

Milhares de refugiados de etnia rohingya estão a ser forçados pelo Bangladesh a sair do território continental para uma ilha.

Os refugiados fugiram do genocídio em Myanmar, em 2017. Mais de 730 mil foram acolhidos pelo Bangladesh em campos de refugiados sobrepovoados, com fracas condições de higiene, proibidos de trabalhar ou de ter acesso a escolas.

As Nações Unidas e outras ONG de defesa dos direitos humanos estão preocupadas com as condições adversas, como a perseguição de que foram alvo em Myanmar.

O Bangladesh garante que a mudança para a ilha de Bhasan Char é a única solução para aliviar os sobrelotados campos de refugiados do continente.