Mundo

Líder do Podemos denuncia ataque "da extrema-direita" à sede do partido

Pablo Iglesias partilhou um vídeo do ataque nas redes sociais.

O líder do Podemos e candidato da formação às próximas eleições da Comunidade de Madrid, Pablo Iglesias, denunciou esta sexta-feira na rede social "Twitter" um ataque "da extrema-direita", com material explosivo, a uma sede do partido.

Na sua publicação, na qual incorpora um vídeo do evento, Iglesias denuncia o ataque da extrema-direita, com material explosivo, hoje, a uma sede do Podemos.

"O terrorismo de rua dos ultras não vai intimidar-nos. Contra os violentos e seus branqueadores: democracia, liberdade de expressão e justiça social", acrescenta Iglesias.

O porta-voz do Podemos no Congresso de Deputados, Pablo Echenique, especificou noutra publicação na mesma rede social que o ataque ocorreu na sede do Podemos em Cartagena, na região de Múrcia, no sul de Espanha.

"É a consequência natural da normalização do discurso de ódio no parlamento e em alguns meios de comunicação. Nos Estados Unidos, o terrorismo de extrema-direita é muito comum e teve a mesma evolução", afirma na sua publicação o porta-voz do Podemos.