Mundo

Vulcão nas Caraíbas coloca um terço da ilha de São Vicente em risco

La Soufrière entrou em erupção e deixou várias regiões da ilha sem energia e água potável.

O principal vulcão da ilha de São Vicente, nas Caraíbas, registou a maior explosão desde sexta-feira. O alerta vermelho mantém-se e o espaço aéreo continua fechado. Muitas comunidades deparam-se com falta de água potável e eletricidade.

Cerca de um terço da ilha está em risco. Na explosão desta segunda-feira, a maior desde a última semana, o vulcão La Soufrière projetou fragmentos de rocha, gás e lava.

Entre 16 e 20 mil residentes foram deslocados, mas ainda há pessoas que se recusam a sair das zonas próximas ao vulcão e arriscam ser detidas por incumprimento. Na ilha, existem regiões sem energia e água potável.

Vários países já se disponibilizaram a ajudar. É o caso da Venezuela, de onde chegam 12 profissionais de saúde e 20 toneladas de mantimentos.

O risco de mais explosões mantém-se. Na ilha vivem mais de 100 mil pessoas. Em abrigos estão 3.600 residentes que, para evitar o risco de contaminação por covid-19, estão a ser testadas e vacinadas.

  • A árdua experiência com a sustentabilidade 

    Mundo

    E se alguém lhe dissesse que passaria a viver num quarto, com eletricidade apenas para pequenos utensílios domésticos, sem aquecimento central, ar condicionado ou água quente. Teria apenas três conjuntos de roupa, sem máquina de lavar ou secar, faria dieta local sem produtos de origem animal e não andaria de automóvel nem de avião?

    Opinião

    João Abegão