Mundo

Cimeira do clima. Biden quer reduzir gases poluentes em 50%, ONU pede decisões mais eficazes

Estão a participar mais de 40 chefes de Estado e de Governo.

Por iniciativa dos Estados Unidos, mais de 40 chefes de Estado e de Governo estão reunidos para debater medidas de proteção do ambiente. Acontece esta quinta-feira, no dia em que se celebra o Dia Internacional da Terra, e na sexta-feira.

O Presidente norte-americano, Joe Biden, deu o exemplo anunciando uma radical mudança de rumo do país. A ideia é reduzir as emissões polunetes para metade, até 2030.

A Rússia e a China, que também participam na cimeira, já disseram que estão disponíveis para um esforço conjunto no sentido de conter as emissões de gases poluentes. Mas as Nações Unidas dizem que é preciso tomar decisões mais depressa e, sobretudo, que sejam mais eficazes.

Nesta cimeira do clima, participam as nações responsáveis por mais de 80% das emissões poluentes em todo o planeta. Algumas garantem ter objetivos muito ambiciosos.

O Reino Unido diz que vai reduzir as emissões de carbono em 78%, até 2035. A União Europeia reforçou o compromisso de chegar a uma redução de 55%, nos próximos 9 anos. O Japão anunciou que quer ficar-se pelos 46%, quase o dobro do que se tinha proposto fazer até agora.

  • 24:07