Mundo

Avião da TAP retido na Venezuela. "É frequente que existam tentativas para traficar drogas para a Europa"

Filipe Gouveia, correspondente da Lusa na Venezuela, faz um ponto de situação sobre a investigação.

Um voo cargueiro da TAP está retido no aeroporto de Caracas, na Venezuela, depois de ter sido encontrada droga no porão. Filipe Gouveia, correspondente da Lusa na Venezuela, avança que terão sido encontradas 124 barras de suposta cocaína no porão da aeronave e que há um sargento a ser procurado.

“Há um sargento que está a ser procurado pelas autoridades venezuelanas e que estaria alegadamente envolvido nesta prostrada tentativa de tráfico de drogas ente Caracas e Lisboa. Este sargento cuja identidade não foi revelada pelas autoridades teria fugido no momento em que as autoridades venezuelanas decidiram inspecionar a nave”, explica o correspondente em entrevista à Edição da Noite.

O tráfico de drogas entre Caracas e os países europeus "é frequente" e, por isso, autoridades locais têm vindo a aumentar as medidas de segurança na aviação. Filipe Gouveia recorda que há uns anos foram identificados 300kg de cocaína a bordo de um avião da Air France.

Sobre a aeronave da TAP, o correspondente da Lusa considera que este será libertado em breve, uma vez que se trata de um aparelho de uma companhia comercial internacional. “Se fosse uma aeronave particular, a situação seria um pouco mais complicada e o mais provável é que terminasse mesmo com a confiscação da aeronave”, acrescenta.