Mundo

Tiroteio no Rio de Janeiro: moradores denunciam invasões de casas e execuções

Correspondente SIC

Alertamos para o teor de algumas imagens.

Uma troca de tiros numa favela do Rio de Janeiro, esta quinta-feira, fez 25 mortos. Relatos falam em execução sumária por parte das autoridades numa operação de combate ao tráfico de droga que durou mais de nove horas.

Numa nota, a Polícia Civil do Rio de Janeiro anunciou que a operação realizada contra traficantes do CV, a maior organização criminosa do Rio de Janeiro, que atuam na comunidade do Jacarezinho, foi uma ação em conjunto com a Delegacia de Proteção à Criança e ao Adolescente (DPCA).

"A investigação teve início a partir de notícias recebidas pela DPCA de que traficantes vêm aliciando crianças e adolescentes para integrar a fação que domina o território. Esses criminosos exploram práticas como o tráfico de drogas, roubo de cargas, assaltos a pedestres, homicídios e sequestros de comboios da SuperVia, entre outros crimes praticados na região", referiu a nota da polícia 'carioca'.

Os investigadores acrescentaram que com base em informações preliminares realizaram um trabalho de investigação que identificou 21 membros do alegado grupo criminoso, todos responsáveis por garantir o domínio territorial da região com utilização de armas de fogo.