Mundo

Conselho de Segurança da ONU apoia recondução de Guterres como secretário-geral

Maxim Shemetov

Recondução deverá ser oficializada pela Assembleia Geral das Nações Unidas no dia 18 de junho.

O Conselho de Segurança das Nações Unidas apoia a recandidatura de António Guterres a um segundo mandato como secretário-geral da ONU. A decisão foi unânime.

O primeiro-ministro, António Costa, anunciou que o Conselho de Segurança das Nações Unidas aprovou por unanimidade uma recomendação para a recondução de António Guterres no cargo de secretário-geral da ONU.

António Costa transmitiu esta recomendação do Conselho de Segurança à Assembleia Geral das Nações Unidas numa declaração aos jornalistas no Centro Cultural de Belém, em Lisboa.

"O Conselho de Segurança das Nações Unidas acaba de aprovar por unanimidade uma recomendação para a recondução do engenheiro António Guterres num novo mandato de secretário-geral das Nações Unidas", declarou o líder do executivo português.

O primeiro-ministro disse ainda que é uma honra para Portugal ver a proposta de recondução de Guterres a secretário-geral das Nações Unidas.

Guterres é o único candidato formal

O antigo primeiro-ministro português, de 72 anos, é o único candidato formal a secretário-geral da ONU, cargo que assumiu em janeiro de 2017.

Foi o único a ser nomeado por um Estado Membro da organização, neste caso Portugal.

A recondução deverá ser oficializada pela Assembleia Geral das Nações Unidas no dia 18 de junho.

António Guterres já prometeu construir pontes e contribuir para um mundo com menos desigualdades e maior liberdade.

  • Dez dicas para pais, alunos e escolas no regresso às aulas

    País

    O regresso à escola é sempre desafiante para pais, crianças e professores. Os novos começos não são fáceis e, por isso, às vezes é bom contar com ajuda. Reunimos dez dicas: cinco de um professor e cinco de uma psicóloga que podem ser usadas como um guia prático para quem quer entrar com o pé direito no novo ano letivo.

    Ana Luísa Monteiro