Mundo

Macron agredido durante visita ao sudeste de França

@InfosFrancaises

Presidente francês foi esbofeteado por popular. Momento foi captado em vídeo.

O Presidente francês, Emmanuel Macron, foi esta terça-feira agredido por um homem quando se aproximou para falar com uma multidão na região de Drôme, no sudeste de França, durante uma ação de campanha. Duas pessoas, incluindo o agressor, foram detidas.

O video do momento, que está a circular nas redes sociais, mostra Macron a ser chamado pela população que está a assistir à sua passagem na região. Quando se aproxima para cumprimentar as pessoas, um homem que está junto às grades agarra-o e agride-o na cara.

Os seguranças do Presidente francês afastaram e mobilizaram o homem. Duas pessoas foram detidas.

O episódio decorreu junto ao liceu profissional de hotelaria de Tain-l'Hermitage, onde Macron se encontrou com os alunos.

Depois da agressão, Macron continuou a visita à região francesa.

O Presidente iniciou na semana passada uma volta de dois meses a França para contactar a população e preparar as presidenciais de 2022, nas quais nem todas as sondagens lhe são favoráveis.

Esta é a segunda paragem do chefe de Estado num périplo de cerca de 10 cidades que vai levar o governante ao encontro com os franceses e a apurar o impacto da pandemia no dia a dia das populações.

Reações políticas

Vários líderes políticos, da esquerda à direita, já se manifestaram, criticando o ato do popular que esbofeteou o Presidente francês.

"Nenhuma discordância deve levar à violência", disse Xavier Bertrand, do partido Les Republicains, enquanto François Jolivet, deputado do La Republique en Marche, afirmava que "agredir o Presidente é agredir a República".

Esta visita à região do Drôme foi especialmente pensada para promover encontros com empresários da restauração, já que com a reabertura iminente do setor a partir de 9 de junho, estão a encontrar dificuldades em encontrar mão de obra disponível.

Veja também: