Mundo

Polícia russa fez rusga à sede de campanha do aliado de Navalny

Maxim Shemetov

Opositor russo diz que medida visa excluir a oposição das eleições legislativas de setembro próximo.

A polícia de Moscovo efetuou esta quinta-feira uma rusga na sede de campanha de Oleg Stepanov, aliado do líder da oposição russa, Alexei Navalny, e eventual candidato à Duma (Câmara Baixa), indicou o próprio dirigente oposicionista.

"Trata-se de uma pressão contra a nossa campanha", sublinhou Stepanov na rede social Telegram, considerando tratar-se de uma medida que visa obstaculizar a inscrição e excluir a oposição das eleições legislativas de setembro próximo.

A rusga surge na sequência de uma ação judicial aberta contra Stepanov face ao vínculo que mantém com Navalny, cujas forças políticas foram recentemente consideradas "extremistas" pela Justiça russa, o que, na prática, impede ex-dirigentes e colaboradores próximos de concorrer em qualquer tipo de eleição durante cinco anos.

Stepanov, que era o coordenador do gabinete de Navalny em Moscovo, está em prisão domiciliária desde janeiro passado, acusado de violar as regras sanitárias impostas durante a pandemia ao participar nos protestos que exigem a libertação do líder da oposição russa.

"Estas são as eleições 'limpas' que Putin prometeu", acrescentaram na mesma rede social os colaboradores de Stepanov, que lembraram que o mesmo caso já fora usado anteriormente contra o líder da oposição russa e respetivos apoiantes, incluindo o ex-diretor do entretanto ilegalizado Fundo de Combate à Corrupção (FBK) Ivan Zhdanov e o ex-diretor da também desmantelada rede de escritórios de Navalny, Leonid Volkov.

Em junho, a Comissão Eleitoral de Moscovo recusou registar a conta bancária da campanha de Stepanov, obrigatória para recolher assinaturas para a sua candidatura às eleições para a Duma russa.

No entanto, os colaboradores de Stepanov continuam a defender no tribunal o direito à candidatura do dirigente da oposição.

Na semana passada, a Comissão Eleitoral de Moscovo também rejeitou a candidatura de um outro adversário conhecido, Ilya Yashin, deputado municipal da oposição no distrito de Krasnoselsky, em Moscovo, pelo apoio político público dado a Navalny.