Mundo

Discriminação da comunidade LGBTI. Bruxelas abre procedimento contra Hungria e Polónia

Casal LGBTI tira foto numa estação decorada no mês do Orgulho LGBT, em Banguecoque, Tailândia.

Soe Zeya Tun

Em causa está a proteção de direitos fundamentais.

A Comissão Europeia abriu esta quinta-feira um procedimento de infração contra a Hungria por causa da nova lei que discrimina a comunidade LGBTI e proíbe a divulgação da homossexualidade a menores.

Bruxelas não ficou satisfeita com as explicações dadas pelo governo de Viktor Orbán e decidiu avançar com um procedimento.

A Comissão diz que Budapeste não conseguiu explicar porque é que a exposição de crianças a conteúdos LGBTI põe em causa o bem-estar dos menores.

Ao mesmo tempo, o executivo comunitário abriu também um procedimento de infração contra a Polónia por causa da criação das chamadas zonas livres de pessoas LGBTI. A Comissão Europeia entende que está em causa a igualdade e proteção dos direitos fundamentais.