Mundo

Verão europeu marcado por contrastes meteorológicos

Há chuvas torrenciais e inundações em países do centro e norte da Europa. Já em Espanha e em Itália, há calor intenso e fogos florestais.

A nuvem de fumo pouco deixa ver para além das habitações localizadas a poucos metros do incêndio que obrigou à retirada de mais de 1500 pessoas de casa, em Itália.

No terreno a combater as chamas, que já destruiram 20 mil hectares, estão milhares de bombeiros. Para controlar o fogo de grandes dimensões, o governo italiano pediu ajuda à União Europeia. França já respondeu ao pedido com dois meios aéreos e a União Europeia deverá enviar outros quatro.

Na Catalunha, Espanha, o cenário é semelhante. 1.400 hectares de floresta ficaram reduzidos a cinzas este fim de semana. Mais a sul, em Villarrasa depois de dias difíceis devido ao vento forte, o incêndio foi dado como controlado, de acordo com o dispositvo contra os Incêndios Florestais da Andaluzia.

Já em França, centenas de operacionais continuam no terreno a garantir que o incêndio que levou a um corte de energia na Península Ibérica continua controlado.

Se alguns países estão a ser atingidos pelo calor intenso, outros sofrem com as chuvas torrenciais. A força da água arrastou dezenas de carros, inundou casas, devastou ruas e levou ao corte de linhas de comboio, na Bélgica.

As chuvas fortes também provocaram inundações em Londres. Carros e ruas ficaram particamente cobertos de água, que levou a polícia a cortar a circulação em algumas ruas.