Mundo

Forças do Governo tentam travar avanço dos talibã nas grandes cidades do Afeganistão

Meios de resistência são muito limitados depois da retirada norte-americana.

No Afeganistão, as forças do Governo tentam, com meios limitados, travar a conquista pelos talibã das grandes cidades do país.

Os talibã estão já em Lashkar Gah, capital de Helmand, cidade cenário de confrontos intensos entre o grupo radical islâmico e as forças governamentais. Tomaram as estações de rádio e de televisão locais e há agora um único canal que transmite apenas propaganda islamica.

Se os radicais islâmicos assegurarem o controlo de Lashkar Gah, esta passará a ser a primeira capital provincial conquistada pelos talibãs desde 2016, representando uma pesada derrota estratégica para o Governo que se comprometera a defender as cidades, depois de ter perdido grande parte do território rural nos últimos dois meses, desde que as forças internacionais, lideradas pelos Estados Unidos começaram a sair do país.

Herat é outra das capitais de província debaixo de fogo, mas aí as forças do Governo conseguiram, esta segunda-feira, forçar a saída dos radicais islâmicos de várias zonas da cidade, incluindo do aeroporto, essencial para a entrada de mantimentos. Em Herat morreram nos últimos dias pelo menos 24 pessoas e mais de 200 ficaram feridas.

Outra das cidades debaixo de fogo é Kandahar, a segunda maior do Afeganistão, cujo aeroporto foi atingido este domingo pelos talibã. Assumir o controlo de Kandahar daria ao grupo poder sobre o sul do país.