Mundo

ONU diz que morreram 40 civis afegãos em combates em Laskhar Gah

Stringer .

Os combates intensificam-se em todo o país, sobretudo desde maio, altura em que aumentou o ritmo da retirada das forças dos Estados Unidos.

Pelo menos 40 civis morreram e 118 ficaram feridos nas últimas 24 horas na sequência de combates em Laskhar Gah, sul do Afeganistão, entre forças do governo e combatentes talibãs, disse a ONU esta terça-feira.

Através de uma mensagem difundida pela rede social Twitter, a Missão das Nações Unidas no Afeganistão (Unama) exprimiu "profunda inquietação pelos civis afegãos de Lashkar Gah onde se intensificam os combates".

"Os talibãs continuam a ofensiva terrestre. O Exército afegão tenta fazê-los recuar", diz ainda a ONU na mesma mensagem.

"As últimas informações dão conta de 118 civis feridos e 40 mortos nas últimas 24 horas", refere a Unama que apela ao fim dos combates nas zonas urbanas do Afeganistão.

Em Laskhar Gah, cidade com 20.000 habitantes, travavam-se combates nos últimos dias, assim como nos arredores de Kandahar, no sul do país, onde vivem 650.000 pessoas e em Herat, oeste, cidade habitada por 600.000 pessoas.

Esta terça-feira, a Unama já tinha indicado que "a ofensiva terrestre dos talibãs e os bombardeamentos aéreos das forças governamentais afegãs prejudicam" os civis sublinhando "profunda preocupação pelo fogo indiscriminado, a ocupação de centros de saúde e casas".

Os combates intensificam-se em todo o país, sobretudo desde maio, altura em que aumentou o ritmo da retirada das forças dos Estados Unidos.

Veja também: