Mundo

Primeiro-ministro do Japão condena lançamento de dois mísseis pela Coreia do Norte

Míssil lançado pela Coreia do Norte

Kim Hong-Ji

Além de violar resoluções internacionais, representam "uma ameaça à paz e à segurança" do Japão.

O primeiro-ministro do Japão, Yoshihide Suga, condenou hoje o lançamento de dois mísseis balísticos pela Coreia do Norte afirmando que, além de violar resoluções internacionais, representam "uma ameaça à paz e à segurança" do seu país. Horas depois, a Coreia do Sul anunciou que realizou o seu primeiro teste de míssil lançado a partir de um submarino.

O primeiro-ministro japonês expressou o seu "forte protesto" e apontou que o teste "viola as resoluções do Conselho de Segurança das Nações Unidas", em declarações aos meios de comunicação.

Suga também disse que o Japão "segue a situação" e convocou uma reunião do Conselho de Segurança Nacional depois de os mísseis atingirem as águas da zona económica exclusiva do arquipélago japonês.

Televisão sul-coreana divulga disparo de dois mísseis balísticos pela Coreia do Norte.

Televisão sul-coreana divulga disparo de dois mísseis balísticos pela Coreia do Norte.

Kim Hong-Ji

A última vez que o regime norte-coreano disparou um míssil balístico foi no final de março passado, quando testou o que parecia ser uma versão de seu míssil KN-23, capaz de traçar trajetórias muito difíceis de intercetar.

Além disso, o teste de hoje ocorreu depois de os norte-coreanos terem anunciado na última segunda-feira que haviam testado um novo tipo de míssil de cruzeiro no fim de semana. Estes armamentos, devido ao seu alcance, capacidade de contornar os sistemas de deteção e potencial para carregar também ogivas nucleares, são considerados um ameaça direta pelo Japão.

Hoje, a Coreia do Norte disparou hoje dois mísseis balísticos não identificados no Mar do Japão (que as duas Coreias designam por Mar Oriental), informou o Chefe do Estado-Maior Conjunto da Coreia do Sul (JCS).

"A Coreia do Norte disparou dois mísseis balísticos não identificados para o Mar Oriental a partir da região central do país, depois do meio-dia de 15 de setembro", disse o JCS, em comunicado, citado pela agência de notícias Efe.

O lançamento de hoje também foi detetado pela Guarda Costeira japonesa, que indicou que os mísseis aterraram fora da zona económica exclusiva do Japão (ZEE).

Coreia do Sul faz lançamento de míssil balístico a partir de submarino

Coreia do Sul realizou o primeiro teste de míssil lançado a partir de um submarino, horas depois de a Coreia do Norte ter disparado dois mísseis balísticos para o Mar do Japão.

Coreia do Sul realizou o primeiro teste de míssil lançado a partir de um submarino, horas depois de a Coreia do Norte ter disparado dois mísseis balísticos para o Mar do Japão.

MINISTRY OF NATIONAL DEFENSE HANDOUT

Também hoje, a Coreia do Sul declarou que realizou o seu primeiro teste de míssil lançado a partir de um submarino, horas depois de a Coreia do Norte ter disparado dois mísseis balísticos para o Mar do Japão.

O gabinete do Presidente sul-coreano, Moon Jae-in, disse, num comunicado, que o chefe de Estado observou o teste de um míssil balístico lançado por um submarino na tarde de hoje.

A nota referiu que o míssil disparado do submarino Ahn Chang-ho, da classe de 3.000 toneladas, viajou uma distância previamente definida antes de atingir um alvo designado.