Mundo

Ex-guarda nazi julgado na Alemanha

ANNEGRET HILSE

Tem 100 anos e está acusado de contribuir para mais de 3 mil mortes.

Um ex-guarda de um campo de concentração nazi foi esta quinta-feira julgado na Alemanha. Tem agora 100 anos.

Está acusado de contribuir para a morte de mais de 3 mil pessoas durante a II Guerra Mundial. Entre os crimes estão execuções por fuzilamento e por gás venenoso.

Os médicos dizem que o homem não está totalmente apto a ser julgado. Por isso, as sessões são limitadas a apenas duas horas e meia por dia.

Uma testemunha do comité internacional de Auschwitz discorda. Diz que o ex-guarda está capacitado para se lembrar dos acontecimentos e que não o faz apenas por rejeição.

Devido às regras de julgamento na Alemanha, a identificação do homem não foi revelada.

Veja mais: